15 anos, vestidos e mais
Apanhadores de sonhos...
Galera Capricho...
Top 5 de covers..
Moda do caveirismo...
Relato de uma fã...
Enem: Só pra descontrair...
Escola, provas, correrias...

O que eu penso sobre finais felizes.

Imagem retirada do Google Imagens

Muitas vezes reclamamos por ter o coração partido. Tudo bem, eu entendo. Já tive meu coração estraçalhado um milhão de vezes e sei o quanto isso nos machuca. Ter o coração partido deixa marcas para o resto da vida e por mais que desejemos ter o coração livre, sabemos que precisamos de alguém. O ser humano é meio louco, uma hora deseja amar e depois quer viver o resto da vida sem sequer gostar de alguém. Eu falo isso porque estou nessa fase de não querer gostar de ninguém. 

Cara, é meio louco dizer isso, mas meu coração tomou jeito. Sabe quando você ta naquela fase de querer gostar de alguém e não conseguir por saber como tudo vai terminar? Então, to nessa onda aí. Não existe nada pior do que viver grandes momentos ao lado de uma pessoa que diz te amar todos os dias e amanhã a pessoa nem olhar na tua cara. E os momentos, não valeram nada? E os “eu te amo” ditos, eram falsos? E os planos, não vão passar de planos? Isso não tem sentido. A pessoa ta lá numa boa, daí um cara vem da puta que pariu e rouba teu coração. Daí esse indivíduo resolve brincar com o mesmo e quando enjoa de ti, simplesmente te joga no lixo. Algumas pessoas precisam entender que não se brinca com o coração de ninguém, principalmente com o coração de quem tanto te quer bem


Tudo bem, eu não acredito em felizes para sempre, mas há quem acredite. Talvez um dia eu possa mudar de concepção quando o assunto for amor, mas talvez a minha teoria de que não existe final feliz só se confirme. Isso só o tempo irá dizer. Talvez um dia eu conheça alguém que me mostre o porquê de não ter dado certo outras vezes, alguém que vai fazer com que eu esqueça tudo que passou. Alguém que vai fazer planos para o futuro e me incluir neles, alguém que vai deixar bilhetinhos com alguma mensagem ou música que lembre nós dois. Alguém que vai entender os meus medos, os meus anseios e respeitá-los. Alguém que vai ser tão diferente que nem eu mesma vou me reconhecer de tão boba que vou ficar. Eu não acredito em final feliz, mas isso não significa que vou criar um mundo obscuro, onde as pessoas só vivem de coração partido. Perder a crença em algumas coisas na vida é normal, mas isso não significa que não podemos recuperá-la. Eu não espero, mas tenho esperança em encontrar alguém que realmente valha a pena, alguém que não deixe nos momentos virarem um passado doloroso. Eu só desejo ser feliz, independente de ter um amor para a vida inteira ou uma paixonite não correspondida pelo ator da novela das nove. Se eu for feliz, o resto já não vai importar mais. 

2 comentários:

  1. Olá, acabo de visitar seu blog e segui-lo. Lhe desejo foco, sucesso e força. Que conquiste muitas realizações através do mesmo. E também convido você e seus/suas leitores/leitoras a conhecer o meu blog: toobege.blogspot.com.br . Beijinhos e espero você lá também *0*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari! Te desejo tudo em dobro. Obrigada pela visita, volte sempre.

      Beijos!

      Excluir

Oi flores, comentem aqui e mantenham o blog em ativa! Ficaremos muito gratas, obrigada. ;)